top of page

TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é um tipo de terapia de conversação que ganhou muita força na última década. Baseia-se na ideia de que nossos pensamentos, ações e sentimentos estão intimamente ligados e podem ser mudados por meio de aconselhamento direcionado.

Portanto, a Terapia Cognitivo-Comportamental é útil no tratamento de transtornos mentais e emocionais como ansiedade, depressão, fobias, TOC, entre outros.

 

Em poucas palavras, a TCC ajuda você a se conscientizar de seus pensamentos e de como eles influenciam seus sentimentos e comportamentos. Também ensina como desafiar e mudar pensamentos prejudiciais ou inúteis. Isso pode ser feito em sessões de terapia individual ou em grupo. A beleza da Terapia Cognitivo-Comportamental é que ela pode ser adaptada especificamente às suas necessidades. Como tal, uma das suas maiores vantagens é que a ela pode ajudá-lo a desenvolver melhores habilidades de enfrentamento e técnicas de regulação emocional.

Ana Lídia Di Lorenzo - Terapia de Casal e Familiar - Terapia Cognitivo Comportamental -  Online - Itajubá
Patrícia Simão - Psicóloga - Terapia Cognitivo Comportamental - Psicoterapia com realidade virtual -  Online - Itajubá
Mário Guilherme Braga - Terapia Cognitivo Comportamental -  Online - Itajubá - ACT - DBT
Carla Sabrina - Psicóloga - Terapia Cognitivo Comportamental -  Online - Itajubá

Nossos Profissionais com experiência em Terapia Cognitivo Comportamental

Patrícia Silva Simão
CRP 04/57998

Mário Guilherme Braga
CRP 04/30547

Carla Sabrina Silva
CRP 04/27650

Ana Lidia F. Di Lorenzo CRP 04/21813

Ao entender o impacto de seus pensamentos e comportamentos, você pode encontrar maneiras de desafiar as crenças irracionais que podem estar levando ao caminho errado. Você tem o poder de alterar seu próprio curso por meio da reestruturação cognitiva, que envolve mudar ativamente pensamentos e atitudes como forma de administrar emoções difíceis.

Além de aprender a administrar as emoções e desafiar o pensamento negativo, a Terapia Cognitivo-Comportamental também pode ensiná-lo a quebrar maus hábitos e criar novos comportamentos positivos, ao mesmo tempo em que fornece as ferramentas para desenvolver uma melhor qualidade de vida.

 

Viver com problemas como ansiedade, depressão, TOC e fobias pode ser difícil e até incapacitante em alguns casos. Assim, é importante observar que a Terapia Cognitivo-Comportamental não é uma solução mágica que resolverá todos os problemas da noite para o dia. Pode levar tempo e esforço de sua parte até que você veja os resultados, mas é possível com o apoio de um terapeuta qualificado.

Seu progresso depende de sua disposição para enfrentar certos desafios apresentados pela TCC, já que esta abordagem incentiva a auto-reflexão e o encoraja a questionar por que você pensa ou sente da maneira que faz. Suas respostas podem ser uma surpresa, pois nossas crenças e emoções geralmente estão enraizadas em nossas experiências passadas e compreendê-las pode ser revelador.

 

Além disso, a Terapia Cognitivo-Comportamental requer esforço consciente de sua parte. Isso significa que seu terapeuta não lhe dirá o que fazer – ele ajudará e orientará enquanto incentiva a tomada de decisões independente. Para realmente ver os resultados desse tipo de terapia, é importante permanecer consistente com o curso de tratamento recomendado.

 

Se você está considerando a Terapia Cognitivo-Comportamental, é importante aproveitar ao máximo suas sessões. Estar preparado e fazer anotações pode ajudá-lo a aproveitar ao máximo a experiência.

Aqui estão algumas dicas:

     

  • Tenha expectativas realistas: entenda que levará tempo para fazer mudanças significativas em sua vida, mas com dedicação e perseverança, você pode chegar lá.

  • Prepare-se para cada sessão: anote quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha e traga-as com você. Isso também ajuda seu terapeuta a se concentrar nos tópicos mais importantes para você.

  • Seja honesto consigo mesmo e com seu terapeuta: dizer a verdade é essencial para progredir. Não tenha medo de se desafiar; é assim que o crescimento real acontece.

  • Faça anotações: assim, você pode gravar novas ideias ou técnicas discutidas na sessão e reflita sobre elas posteriormente. Anotar o que você aprende o reforça em sua memória, o que é benéfico ao longo do tempo. 

  • Mantenha-se consistente: compareça a cada sessão e seja consistente em realizar as tarefas que podem ser dadas pelo seu terapeuta. Fazer isso pode ajudar a fazer mudanças mais duradouras para melhorar sua saúde mental.

 

Em conclusão, a Terapia Cognitivo-Comportamental é um tratamento altamente eficaz para uma variedade de transtornos de saúde mental. Se você está lutando com problemas de saúde psíquicos, considere procurar um Terapeuta Cognitivo-Comportamental.

REFERÊNCIAS:

 

BECK, Judith S. Terapia cognitivo-comportamental: teoria e prática. Porto Alegre: Artmed. 2° edição. 2015.

BECK, Judith. Terapia cognitivo para desafios clínicos, o que fazer quando o básico não funciona. Porto Alegre: Artmed. 2007.

RANGÉ, Bernard P & Colaboradores. Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais: Um Diálogo com a Psiquiatria. 2° edição. Artmed, 2011.

Quer saber mais sobre Terapia Cognitivo-comportamental? Clique nos links abaixo:

Precisa de mais informações? Entre em contato conosco. 

bottom of page