top of page
  • Foto do escritorInstituto Córtex

Com qual profissional devo agendar? Psiquiatra, psicólogo ou neuropsicólogo?

Atualizado: 11 de jul.

Uma das dúvidas mais frequentes que recebemos é: com qual profissional devo agendar minha consulta? Psiquiatra, psicólogo ou neuropsicólogo? 


Pensando em lhe ajudar a identificar qual profissional de saúde mental é o mais indicado para você no momento, fizemos este breve texto explicando qual é a área de atuação dos respectivos profissionais e como as ferramentas específicas de cada um podem auxiliar em diferentes demandas. Então, vamos lá!


Menina com a mão no queixo e um semblante de dúvida.

Psiquiatra: O médico da mente

O psiquiatra é um médico que se especializou (seja por meio de Residência Médica em psiquiatria ou pós-graduação seguida de obtenção de título de especialista) no diagnóstico e tratamento de transtornos e distúrbios mentais através de exames clínicos, entrevistas e, quando necessário, exames complementares como avaliação neuropsicológica, avaliação psicológica de personalidade, neurofeedback, tomografia ou mesmo ressonância magnética. Sua atuação se concentra no tratamento de doenças como depressão, ansiedade, transtorno bipolar, esquizofrenia, autismo (TEA), transtorno de deficit de atenção com hiperatividade (TDAH), fobias, transtorno do pânico, entre outros.


Medicamentos: Uma das principais ferramentas do psiquiatra é a prescrição de medicamentos que visam amenizar os sintomas e promover o bem-estar do paciente. Este profissional também pode trabalhar questões de psicoeducação que, posteriormente, poderão ser aprofundadas e aperfeiçoadas pelo psicólogo.


Psicólogo: O especialista na psicologia humana

Graduado em psicologia, o psicólogo utiliza técnicas terapêuticas para auxiliar o indivíduo a lidar com desafios emocionais, comportamentais e cognitivos. Por meio de conversas, dinâmicas e testes psicológicos, o profissional busca compreender os padrões de percepção, pensamento, dos sentimentos e comportamentos do paciente, mapeando suas origens e desenvolvendo estratégias para lidar com elas de forma mais saudável.


Psicoterapia: A psicoterapia é o carro-chefe do psicólogo, podendo ser realizada de forma individual, familiar ou em grupo, tanto na modalidade presencial como online. O modelo psicoterápico dependerá da abordagem seguida pelo psicólogo. Os nossos profissionais, por exemplo, seguem a linha Cognitivo-Comportamental. Assim, através das técnicas dessa abordagem, o paciente aprende a gerenciar suas emoções, a forma de pensar, o comportamento, a melhorar seus relacionamentos e desenvolver autoconhecimento.


Neuropsicólogo: O investigador da mente e do cérebro

É o psicólogo especialista em neuropsicologia. Seu trabalho foca na relação entre o cérebro e o comportamento (comportamento no sentindo de como o sujeito impacta e é impactado pelo mundo, ou seja, como age, sente, pensa, julga, etc.). Utilizando-se de avaliações neuropsicológicas, que incluem testes específicos, histórico de vida e entrevistas com o paciente e, se necessário, com familiares, ele mapeia as funções cognitivas, como memória, atenção, linguagem, raciocínio e percepção.


Reabilitação: O neuropsicólogo também atua na reabilitação de funções cognitivas afetadas por doenças neurológicas como AVC, traumas cranianos, tumores cerebrais e doenças neurodegenerativas. Lançando mão de exercícios e técnicas específicas, ele auxilia o paciente a recuperar ou compensar suas habilidades, promovendo maior autonomia e qualidade de vida.


A importância do trabalho em equipe: A sinergia para o bem-estar.

Embora possuam funções distintas, psiquiatra, psicólogo e neuropsicólogo frequentemente trabalham em conjunto para oferecer um atendimento mais completo e eficaz ao paciente. Essa colaboração multidisciplinar permite uma avaliação abrangente, considerando os aspectos biológicos, psicológicos e sociais que influenciam a saúde mental.


Então, resumindo:

  • Psiquiatra: diagnostica e trata transtornos mentais com medicamentos.

  • Psicólogo: auxilia na resolução de conflitos emocionais e comportamentais através da psicoterapia.

  • Neuropsicólogo: avalia e reabilita funções cognitivas afetadas por doenças neurológicas.




Lembre-se:

  • Buscar ajuda especializada é o primeiro passo para uma vida mental mais saudável.

  • A escolha do profissional ideal depende das necessidades específicas de cada indivíduo.

  • Não hesite em consultar um médico ou outro profissional de saúde mental para obter orientação.

  • Cuidar da saúde mental é fundamental para o bem-estar geral.


Ainda ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco, assim poderemos lhe oferecer ajuda personalizada para o seu problema e momento de vida.


0 comentário

Comments


bottom of page